top of page

Neurokiné (Público)

Público·14 miembros

Contos Incetuoso Entre Pai E Filha Free



Eu não podia acreditar na visão que tinha! Minha filha, uma mulher já madura, estava de quatro na minha frente! Eu olhava para sua bunda redonda, com a calcinha de elástico bordadinho, impecavelmente ajustada em seu corpo. A vulva de minha filha aparecia entre suas coxas roliças. A raxa de sua xoxota marcando a calcinha! Eu disse, pegando em sua bunda:




contos incetuoso entre pai e filha



eu quero te comer, entre em contato que vou te foder bem gostoso, sou um pai carinhoso, iniciei minha filha, ela tem um namorado que é corno, porque como ela quase todos os dias, ela fala que comigo é mais gostoso porque eu a deixo toda molhadinha e só depois eu a como gostoso, ela grita cavalgando no meu pau, manda seu contato aí no e-mail


Ótimo conto adorei .eu também ja fiz sexo com minha filha linda e gostosa eu tinha 44 anos e ela 18 anos. Foi otimo melhor sexo que tive na vida. Você pai tiver oportunidade de transar com sua filha e se ela consentir também vai em frente conceda um sexo muito gostoso para sua filhinha vc tem direito . Se aqui tiver pais que sentem tesão pela filha ou se já transou com ela entrem em contato comigo também, filhas que ja trasaram com seu pai ou tem vontade podem me chamar ta xxx


Então, o dia passou normal, ao fim da tarde apanhei ela com minha mãe e fomos pra casa.Assim que entramos em casa e deixamos as coisas em seus lugares ela disse ansiosa :_ vamos tomar banho?!_ vamos. _ respondi normalmente pois esse era o nosso costume, porém eu sabia qual era seu real interesse. Me ver nu mais uma vez. Normal! Ajudei ela a tirar a roupa. Ela já estava nua mas eu ainda fiquei um tempo vestido pra ver a sua reação._ não vai tomar banho comigo, não? _ perguntou meio decepcionada.Eu ri e respondi :_ vou sim, amor._ então vamos logo!Eu sorri novamente e tirei minhas roupas mas fiquei de cuecas, ainda queria testar suas reações. Ela pergunta :_ vai tomar banho de cuecas?_ não. Vou tirar._ então tira!Estava achando aquilo tudo muito engraçado e também muito lindo. A curiosidade e a ingenuidade dela era encantador. Por fim tirei a cueca e me mostrei novamente nu a minha amada filhinha. Vi que seus olhinhos brilharam e ela sorriu olhando meu pau. Sorri também e disse :_ vamos?_vamos!Dei a mão a ela e fomos nus para o banheiro.O mesmo processo de sempre, eu molho ela, ensaboo, enxaguo e seco e depois tomo meu banho. Porém dessa vez houve mais uma vez o meu pau a mostra balançando, por vezes encostando nela e ela entre sorrisos e curiosidades fazendo perguntas tais:_ pai, me diga agora por que o piu piu de Vitinho é pequeno e o seu é grande?_ porque ele é criança._ então quando ele crescer e ficar do seu tamanho o piu piu dele também vai ser grande igual o seu._ isso mesmo._ e vai ter cabelo também?_ sim._ mas por que o cabelo do piu piu não fica grandão igual o da cabeça?_ porque corta pra não ficar muito grande. Mas também não fica do tamanho do da cabeça, não._ fica que tamanho?Em um movimento sem pensar e completamente natural me pus em pé a sua frente e com a mão próximo ao meu pau indiquei o tamanho que chegava os pentelhos caso não cortassemos._ mais ou menos desse tamanho _ disse._ e quem corta o seu? _ perguntou curiosa._ eu mesmo._ você não se corta?_ não, claro que não.Ela riu e disse :_ pensei que tinha que ir no salão pra cortar._ não, meu amor. Eu mesmo corto._ menina também tem cabelo na pepeca? _ ela perguntou com mais curiosidade._ sim, meu amor. Meninas também quando cresce nasce cabelo na pepeca._ é tem que cortar também?_ se você quiser. Pode deixar crescer ou não._ por que você não deixa o seu crescer?_ eu gosto assim, mais curto._ deixe crescer pra eu ver como fica.Com a conversa eu já estava tomando o meu banho. Estava começando me ensaboar quando notei e disse :_ olha só, ficamos conversando e esqueci de secar você. Espera agora terminar o meu._ tem problema, não.Rimos.Tomava meu banho e ela seguia atenta a todos o os meus movimentos, principalmente quando pegava em meu pau para lavar. Por vezes ela sorria, por vezes ficava séria, mas sempre analisando meu pau.Terminamos nosso banho, fomos para o quarto ambos de toalha e lá vesti apenas uma cueca samba-canção, como todas que uso. Porém ficar de cuecas em casa também era a primeira vez. Não tinha esse costume, mas estava disposto a mudar toda babaquice imposta pela sociedade que houvesse dentro de minha casa e que impedisse um relacionamento pleno com minha filha. Ela vestiu um dos seus pijaminhas e fomos para a cozinha aprontar nosso jantar.Minha casa era na verdade uma casinha. Um quarto, uma sala com uma mini-cozinha americana e um banheiro.Enquanto Grabiela sentou no sofá para assistir seus desenhos eu aprontava sanduíches para a gente.Pensava mais uma vez em tudo e cada vez mais tinha certeza que estava fazendo o certo. Também digo que naqueles momentos não tive algum sentimento ou alguma conotação sexuais. Tudo era muito paternal e tudo que veio a acontecer fora fruto da natureza, mas todo o amor, respeito e carinho que sempre nutri por minha filha, aumentou, multiplicou em mil depois dos acontecimentos que narrarei.


Companheiro, continue esse maravilhoso conto. Nada é mais sublime que a experiencia do amor entre dois seres que compartilham tantos momentos de intimidade juntos. O carinho de um pai com a filha ou da mae com o filho deve ser isso, maravilhoso, sem barreiras ou restriçoes, tudo com muito cuidado, respeito, amor e afeto. Estamos aguardando sua continuação!


Sou casado, tenho 02 filhos, sendo uma filha do primeiro relacionamento e um filho criança ainda do segundo casamento.Minha filha agora com seus 18 anos, uma linda morena, veio passar o final de ano conosco,nós nos damos muito bem.e ficaria o mês de janeiro todo comigo,nas suas férias da universidade e dentre muitos passeios aqui na cidade maravilhosa fomos andar de barco


Como sou fiel a minha esposa, ao menos me divirto na internet vendo algumas fotos e lendo contos. E meus contos favoritos sempre foram os de Incesto, principalmente entre pais e filhas e entre irmãos. Mas apesar disso eu nunca, nunca mesmo, imaginei ter algum tipo de relacionamento com minhas filhas. Sempre as tratei como pai e apesar de em uma ou outra oportunidade vê-las sem roupa, isso nunca me chamou atenção. O prazer de ler estes contos era somente pela fantasia de imaginar aquelas pessoas fazendo algo gostoso e proibido.


Ela apertava meu pau de um jeito tão gostoso que não resisti, cai de boca em seu seio, o mordisquei e lambia, enquanto ela tirava o lençol de cima de mim e logo colocou meu pau para fora da cueca, ela levantou meu rosto e nos beijamos apaixonadamente, mas logo saiu dali do meu lado, ficando de frente para mim, aproveitou para ficar brincando com meu pau, ainda tentei resisti, falando que aquilo era errado, que ela era minha filha e que por isso não poderíamos fazer aquilo, ela parece nem ter dado atenção, subiu na cama e se ajoelhou entre minhas pernas, e bem de leve percorreu a cabeça do meu pau com sua língua, surpreendido eu disse:


Sexo entre pai e filha, começa com pai e filha trocando uns beijos bem gostoso deixando a relação entre os dois bem mais liberal, o pai barrigudo ganhando boquete da ninfeta e com a latinha de cerveja na mão. Ela faz um boquete muito melado e gostoso deixando seu pai todo excitado depois a ninfeta. Senta na cama tira sua roupa deita e começa pagar uma chupada para seu pai que taba quase tendo um infarte. De tanto tesão que tava sentindo na sua filha alem disso ele ta muito bêbado depois a putinha. Parte par ao meia nove e depois começa sentar na rola do seu pai fazendo o velho quase morre de tanto gozar muito gostoso.


Na categoria contos de incesto você vai ler centenas de sexo na família. Os melhores contos eróticos de incesto estão aqui e vai ler contos de sexo entre irmãos, sexo entre pai e filha, sexo entre mãe e filho e muito mais. São muitos relatos eróticos de incesto porno com muito sexo entre parentes.


Acerca de

¡Te damos la bienvenida al grupo Neurokiné! Puedes conectart...
bottom of page